12 setembro 2019

Dicas de Santiago: Roteiro- 1º dia

Lifestyle | Passeios e viagens: #paisoff

E lá estava ela: a Cordilheira.  Esta seria a minha quarta vez no Chile e a terceira vez em Santiago. Mas, pela primeira vez, eu viveria uma experiência totalmente diferente de qualquer outra, conhecendo a cidade sob um único olhar: o meu. 🙂

Se você está planejando uma viagem em família para a capital chilena, sugiro que, antes de ler este post, leia os meus relatos anteriores, com dicas super especiais para conhecer com Santiago com crianças aqui, aqui e aqui.

Mas já te adianto que este post é um pouco diferente dos que você costuma ver por aqui… Aos 39 anos, decidi realizar a minha primeira viagem internacional sozinha, como contei aqui. Sim, mamãe também tira férias!

Embarque comigo nessa experiência, inspire-se e descubra dicas preciosas para planejar a sua próxima viagem!

dicas-santiago-setembro-2019-2

Mas antes, preciso ser sincera…Mesmo antes de ser mãe, a ideia de viajar sozinha sempre me pareceu muito distante, em especial, por dois motivos:

1- O fato de eu amar conversar sobre tudo! Simplesmente não fazia sentido para mim, viver uma experiência incrível e não ter com quem dividir…

2- Medo! O receio de algo dar errado e não ter ninguém para me ajudar me assustava. Sério! Só a ideia de passar mal sozinha em um lugar   completamente estranho já me angustiava bastante!

Assim, para essa viagem, eu tive que lidar com duas coisas: superar o medo e aprender a conversar comigo mesma! hahahahaha

Para superar o medo, acredito que informação seja o melhor remédio. Por isso, estudei os roteiros, atualizei-me sobre a cidade e tinha sempre comigo, no bolso, o seguro-saúde e o nome do hospital que eu iria caso precisasse.

coracao-rosa.png.semfundo-4

A chegada em Santiago do Chile

E foi assim que, enfim, cheguei a Santiago.

Todo o processo desde o pouso até a minha saída do aeroporto foi bem rápido e tranquilo. Acredito que, no máximo, 30 minutos.

A única dica super importante que dou para essa chegada no Chile é : guarde com muito carinho esse papelzinho:

dicas-santiago-2019-

Nesta foto ele parece grande, mas, acredite: ele é bem pequeno e muito fácil de perder…

Você o receberá na Polícia de Investigação (PDI) na chegada e terá que devolvê-lo na saída do país:

dicas-santiago-2019-2 Mas e se eu o perder?- Você deve estar pensando, né?

Calma. Você tem como conseguir uma segunda via no aeroporto, mas certamente perderá um tempão até consegui-lo.Digo isso por experiência própria pois foi o que aconteceu com a minha amiga em nossa primeira viagem ao Chile, em 2009, e foi um mega estresse! Por pouco não perdemos o voo. Aff…

Mas voltemos à chegada ao aeroporto de Santiago, que fica mais ou menos  a 15 kms do centro da cidade. De lá, você demora uma média de 20 min a 35 min para chegar no seu hotel, dependendo de onde estiver hospedado, é claro.

Sim, é perto. Mas, em qualquer lugar do mundo, toda chegada em um aeroporto internacional é o mesmo drama: qual a melhor forma de se deslocar para fugir das roubadas? Literalmente. rs…

coracao-rosa.png.semfundo-4

Transporte a partir do aeroporto

Como eu chegaria de dia, em um horário muito tranquilo, comecei a pesquisar sobre como utilizar o ônibus que sai do aeroporto, mas logo desisti.

Não queria ficar perdendo tempo. Queria sentir-me acolhida nessa chegada à cidade e ir direto para o hotel, com conforto, tranquilidade e em segurança.

Restavam-me, portanto, as seguintes opções: Taxi, UBER e Transfer.

coracao-pretopngsemfundoTaxi, Uber ou Transfer?

A capital chilena é bastante segura, mas cuidados são necessários. Eu já tinha lido alguns alertas da querida Rosi Guimarães, do blog Nós No Chile,  sobre golpes muito comuns de taxistas no Aeroporto.

Como já vivi experiências ruins com taxistas na Argentina e no Uruguai, decidi não correr o mesmo risco…

Uber funciona muito bem na cidade (aliás, quase todos os meus deslocamentos durante a viagem foram  de UBER), mas é importante destacar que o serviço não é legalizado em Santiago. Além disso, segundo relato dos motoristas, existe uma fiscalização intensa para reprimir prática.

É claro que isso é uma preocupação maior dos motoristas, não sua. Mas penso que, se puder não arriscar qualquer contra-tempo logo no início da viagem, melhor..

Além disso, considerei que, ao chegar na cidade, eu ainda não teria um chip local e, assim, provavelmente ainda não teria internet disponível.

Por tudo isso, optei pelo Transfer e preferi já sair do Brasil com o transporte de ida e volta para o aeroporto garantidos. Foi a melhor coisa! Ida e volta custou cerca de 45.000 pesos, R$258,00.

Não achei barato para uma pessoa sozinha, é claro! Mas achei um preço justo. Foi ótimo ter alguém me esperando com uma plaquinha com o meu nome. O carro era limpo, confortável, com água disponível e com um motorista muito gentil.

coracao-rosa.png.semfundo-4

Hospedagem

Hospedei-me no Hotel Bonaparte , que fica no Bairro de Providência.

Quem acompanhou os stories da viagem no Instagram (aliás, você já nos segue por lá?) já sabe que eu indico fortemente que você avalie se hospedar no bairro de Providência por três razões, que tornam a sua experiência muito mais interessante: o charme, as facilidades e a localização do bairro. Eu moraria lá tranquilamente. 🙂

Prometo contar com mais detalhe sobre essa experiência no próximo post, mas se você já deseja saber dicas mais sobre hospedagem em Providência, confira a minha experiência em um outra viagem em família aqui.

Deixei as malas no hotel e parti para a programação do primeiro dia.

coracao-rosa.png.semfundo-4 Programação do dia da chegada:

Qualquer viagem internacional é cansativa. Por isso, acredito que o dia da chegada e de partida não contam na programação da viagem.

Assim, acredito que o dia de chegada requer uma programação acolhedora e prática: um delicioso presente de boas vindas e, se possível, uma parada estratégica para resolver pendências práticas de acomodação, de preferência, próximo ao hotel.

E descanso, é claro, para começar 100% o dia seguinte.

Por isso, para começar o meu roteiro, decidi dar um rolê no bairro e provar um Waffle bem diferente na Bufalo Waffles . Adorei!

dicas-santiago-2019-onde-comer-2

Depois, para fechar a tarde , o programa foi provar o famoso chocolate quente com marshmallow e churros na Cacao Much.

dicas-santiago-2019

Absolutamente delicioso, mas o comentário é absolutamente desnecessário pois a foto fala por si 🙂

Ambos ficam bem próximos, praticamente no mesmo quarteirão do Costanera Center, um shopping onde você encontra tudo o que precisar e também fica bem próximo do hotel.

coracao-rosa.png.semfundo-4Comprinhas da Chegada:

Da Cacao, parti direto para o Costanera para resolver praticidades do dia da chegada: Providenciar o chip local para o celular ( e começar a usar UBER!), comprar água, biscoito e outros quitutes no Mercado Jumbo Costanera para deixar no hotel.

Ah! Diquinha básica: A água de Santiago é potável e provavelmente você encontrará copos próximo à torneira do banheiro do hotel. Mas não recomendo pois o sabor é um pouco estranho para nós, brasileiros. E isso vale também para a água comprada em garrafa.

Essa aqui é a que mais se aproxima com a nossa: Benedictino.

dica-santiago-2019-8

Prometi a mim mesma que compraria o mínimo possível nessa viagem, mas… como ninguém é de ferro, dei aquela passadinha básica na HM – que eu adoro! – e já comprei umas pecinhas lindas. Faz parte, né?! 🙂

coracao-rosa.png.semfundo-4

Saudade e descanso…

A saudade já estava apertando quando me dei conta de que no Brasil era uma hora a mais. Corri para o Hotel para ligar para minhas Pitucas com calma.

Para a minha surpresa, tudo estava na mais absoluta tranquilidade, Antonella já estava dormindo e Lolô estava feliz da vida com os livrinhos surpresa que separei para o dia, como contei aqui. Não teve choro, nem drama. Amém!

Devo confessar que desliguei o celular meio decepcionada (sério! hahahah) mas logo deixei a bobagem de lago e percebi que eu tinha toda a noite só para mim, para fazer O QUE EU QUISESSE!

Sabe aquela cena de “Esqueceram de Mim!”? Pois é! Bem nesse estilo. Não dava nem para acreditar. Eu tinha a obrigação de aproveitar!hahahaaha

Liguei aquela playlist maravilhosa, enchi a banheira e tomei o banho mais demorado da vida! Preparei preparei um chá e deitei para ler um livro sem me preocupar com mais nada. Dava para ser mais perfeito?! 😉 – mães entenderão!…

mamae-vai-viajar-sozinhaNo próximo post, continuamos essa viagem juntos!

E vocês? Já fizeram alguma viagem assim? Contem! Eu adoro saber mais sobre quem está aí do outro lado. 😉

Grande beijo!

Pri

1 Comentário

  1. Rosi Guimarães • em 12 de setembro 2019

    Lindo post!
    Obrigada por citar o Nós no Chile!

Deixe seu comentário!