facebook instagram twitter youtube youtube
Notice: Undefined index: feed in /home/priscil4/public_html/tocalola.com.br/wp-content/themes/tocalola/header.php on line 88
19 junho 2017

Como criar um quarto montessoriano para o seu bebê?

Ambiente Montessoriano | Mobiliário | Quarto Montessoriano

Muito além da cama casinha, o Método Montessori inspira simplicidade, criatividade, ludicidade e autonomia. Como tornar um colchão no chão uma proposta segura, interessante e estimulante para os pequenos? Seguindo o nosso projeto de criação do quarto do seu bebê, hoje falaremos sobre como criar o espaço de dormir em um quarto montessoriano para bebês. Confira!

2017-03-30-01.52.58-1-1022x1024-300x300

Nossa ideia na Toca é sempre apresentar informação e inspiração para que você analise e encontre qual proposta se encaixa melhor do estilo da sua família.

Por isso, pensando em como resolver a função “dormir” no quarto do seu pequeno, no post anterior, começamos falando sobre como escolher um berço seguro e funcional.

Seguindo a nossa pesquisa, no post de hoje, trazemos uma outra opção: o quarto montessoriano, sem berço. Conhece?

img_2898-2-300x225

Quem me acompanha aqui no blog sabe que eu sou pesquisadora e fã do método. Todo esse encanto se deve, em especial, pelas suas bases: o respeito à criança e o estímulo ao desenvolvimento da autonomia.

Em um ambiente montessoriano, os espaços são projetados e estruturados de acordo com a ótica dos pequenos e não dos adultos.

Isso possibilita que eles circulem livremente e explorem os objetos e espaço ao redor, pois tudo é dimensionado de forma a ser acessível a eles. Os resultados são incríveis e eu pude comprovar tudo isso na prática, com a minha filha Lola, como contei aqui e aqui.

Como o post de hoje traz o enfoque prático da criação do espaço de dormir, para que você entenda as razões de se colocar a bebê para dormir na altura do chão, sugiro que, antes, leia atentamente o post Como criar um quarto montessoriano? O colchão no chão e o desenvolvimento da autonomia.

images-3

Nele você entenderá que o espaço pode oferecer desafios que funcionam como estímulos cerebrais poderosíssimos para os bebês. Assim, perceberá que as pequenas vitórias do bebê ao tentar se locomover no espaço potencializam a formação de suas capacidades cognitivas, motoras e emocionais .

Então vamos ao que interessa?! 🙂

“Bora” começar a pensar nas possibilidades de criação desse espaço poderoso?

coracao-2-300x300 1. Colchão no chão

Esse é, sem dúvida, o recurso mais conhecido. O berço dá lugar ao colchão no chão, a fim de dar maior liberdade de movimento à criança.

Sim, só de colocar o colchão no chão e eliminar as barreiras do seu filho, você já poderá começar a vivenciar os benefícios do método. Simples assim.

coracao-2-300x300 2. Simplicidade

Talvez uma das características mais bonitas de um quarto montessoriano é a sua simplicidade. Isso porque o ambiente montessori é acessível e adaptável à qualquer família, independentemente do seu poder econômico.

A base da simplicidade do método é a ideia é que a criança não seja submetida à confusão mental de vários estímulos de uma só vez e sim, que eles sejam inseridos ordenadamente, aos poucos. Assim, ela poderá explorar o potencial de cada material com curiosidade e intensidade, mas sem pressa.

images-1

cf5775c23f62071772ace3b923f192a9-2-300x201

Contudo, é importante não confundir simplicidade com frieza e essa é uma das minhas maiores críticas a muitos projetos de ambientes montessorianos que vejo por aí, principalmente no exterior.

Aliás, essa foi a minha única questão com a escola montessoriana em que a minha filha ingressou, aos oito meses. O espaço era um tatame azul com paredes brancas e só.

Apesar de ser um berçário (ou Nido1, como eles chamam), onde os estímulos são controlados e o descanso é muito importante, como uma mãe brasileira e designer, eu sentia falta de cor e alegria no ambiente onde minha filha permanecia por tantas horas ao longo do dia.

Acredito verdadeiramente que os pais devem ser parceiros das escolas. Por isso, expressei o meu incômodo e, após algumas conversas, a escola acabou concordando e fez mudanças pontuais e simples, mas que fizeram toda a diferença no espaço!

Inseriram tecidos no teto, na área onde as crianças dormiam, e colocaram móbiles coloridos (feitos com bambolê, fitas e bolinhas de plástico) no espaço onde eles mais brincavam.

E, assim, todos concordaram que o ambiente se tornou muito mais acolhedor aos pequenos! Uma alegria só!

coracao-2-300x300 3. Invista no teto!

O bebê passa muito tempo deitado. Por isso, invista no teto e capriche na criatividade! Algumas ideias:

– Móbile ou bambolê sensorial:

Qualquer móbile que desperte a atenção do bebê já está valendo.

hen-0916-200x300

montessori-mobile-gobbi-montessoriano-bege-300x251

download-1-1

 

Mas existe um tipo de móbile chamado cortina sensorial, muito utilizado no método montessoriano, pois estimulam o toque e a ludicidade, fazendo um enorme sucesso entre as crianças .

images-9

download-4

Elas são artesanais, simples, super baratas, mas fazem toda a diferença no ambiente. Você também pode fazer uma em casa! Inspire-se:

– Tecidos no teto:

Um outro artifício simples e barato que traz muito charme e ludicidade ao espaço são os tecidos presos ao teto, em formato de tenda.

ecd044ce49759ea2181596bb4dd622d2-300x222

images-4

 

Se quiser investir um pouco mais, as tendas circulares são também uma ótima opção!

tenda-one-love-lilas-dourado-decoracao-infantil-234x300

Quarto-Montessori5-1-226x300

 

coracao-2-300x300 4. Segurança

Essa é, sem dúvida a maior preocupação das famílias que optam pelo quarto sem berço. Mas se o colchão tiver até 15 cm de altura do chão, pode ficar tranquila pois não há riscos do bebê se machucar.

Mesmo assim…, cá entre nós, apesar de entendermos toda a lógica do negócio e saber que ninguém vai se machucar, é difícil ver cenas como essas, não?

0195ed6d03fd943ef6a3e458874eaf05-300x300

images-7-300x150

O que acontece, na prática, é que, as mães começam a colocar vários travesseiros para proteger o bebê. O resultado estético não é dos melhores, mas, com todo o carinho e cuidado de mãe, funciona! – Eu também sou mãe e fiz isso no começo! 🙂

bfd54259d9f49c356771aab1bc03a282-1-1-208x300

Assim, para melhorar a proteção e harmonizar o visual, indicamos:

1. o uso de rolinhos, que evitam qualquer acidente e funcionam como proteção para o bebê junto à parede e ao longo do colchão.

3510a46708268dbadfb1e215671c39c9-300x300

2. Caminhas de espuma, com as laterais mais altas que o colchão para que a criança não role pra fora da cama enquanto dorme.

cama-montessoriana-1-1.thaisfarage-300x200

3. Tapetes anti- alérgicos, como os de algodão, por exemplo, com tingimento atóxico.

Dica: O tapete em ambientes infantis deve ser prático, de fácil manutenção, pois deverá estar sempre limpo e livre de ácaros. Assim, o ideal é que se busque um tapete lavável em casa (atentar para a restrição de peso da máquina de lavar).

Uma das coisas que gosto em um quarto montessori é que o quarto convida os pais a interagirem mais com a criança em seu próprio espaço. Com um tapetão e almofadas, dá ou não dá vontade de se esparramar com o seu pequeno? 🙂

coracao-2-300x300 5.  Arte na parede

Pinturas e adesivos na parede tornam o ambiente mais lúdico, harmônico e acolhedor. Invista na criatividade!

83d6140879c0c5b35b35f5b958de04a2-300x199

quarto-menina-verde-e-rosa-pauladaemon16-1000x667-300x200

IMG_9357-240x300

coracao-2-300x300 6 Cama baixa

Como aqui na Toca a gente ama design (com muito afeto, é claro!), se você quiser sofisticar um pouquinho mais e ir além do colchão no chão, sugerimos adotar uma caminha baixa.

Você já estava sentindo falta da cama casinha neste post, não é mesmo? 🙂

Sim, eu a deixei por último propositalmente. Como pesquiso o ambiente montessoriano há algum tempo, devo confessar que fico um pouco frustrada quando vejo que muita gente acha que quarto montessoriano é sinônimo de cama casinha.

Sim, essa é uma possibilidade (que eu adoro, por sinal!). Mas, como você já percebeu nos nossos posts, ela é uma opção e não um item essencial em um quarto montessori.

Então, se a grana está apertada e não dá para investir em uma cama casinha, não se preocupe. As opções são infinitas! Não há limite para a criatividade.

Entendido isso, aqui vão algumas opções para você se inspirar, caso decida criar ou comprar a sua:

IMG_6321-300x300

9b526f81ae4c32291375ff8faab57b19-200x300

Então, meus amigos, por fim, gostaria de deixar uma mensagem: não importa se você vai decidir usar uma cama casinha, ou só colocar o colchão no chão, o importante é que o seu bebê esteja livre (e seguro!) para se movimentar por esse ambiente de forma autônoma.

Ficou um textão, né gente? 🙂 Eu me empolgo mesmo! Mas se você leu até aqui é porque gostou do assunto e isso me deixa MUITO feliz! Afinal, essa é a nossa proposta aqui na Toca: te trazer informação e inspiração!

E se você gostou do método Montessori e deseja aplicar na sua casa, saiba que a preparação do ambiente (quarto e casa) são apenas a ponta do iceberg.

Montessori é uma filosofia de educação que tem como objetivo apoiar o desenvolvimento máximo das crianças durante o período mais importante da vida: na primeira infância.

No meu curso online Montessori em Casa: da gestação aos três anos de idade eu serei a sua guia te instruindo sobre quais estímulos dar ao bebê para que ele desenvolva bons hábitos, tenha autoconfiança e cresça uma adulto pleno.

Todo o conteúdo do curso já está gravado e disponível para você começar hoje mesmo e assistir no seu tempo.

Esse é meu curso mais completo sobre a filosofia de educação Montessori para que você saiba preparar o quarto, a casa, e se preparar para apoiar o pleno desenvolvimento do seu filho.

Um beeijo!

Priscila

coracao-2-300x300

Se gostou do post, não esqueça de curtir, deixar seus comentários e marcar aquelas pessoas super especiais que adorariam saber mais sobre o método.

Um grande beijo!

Pri Guerreiro

coracao-2-300x300

 FOTOS: Pinterest

 

 

13 Comentários

  1. Jole • em 19 de junho 2017

    Muito obrigada! Achei bem “acessível” arrumar o quarto da pequena #Cecília DAqui de casa. Parabéns pelo seu trabalho!

    • Priscila Guerreiro • em 20 de junho 2017

      Jole, querida, que alegria ler essa sua mensagem!:)

      Esse é o verdadeiro propósito de ter criado a Toca Lola: inspirar famílias a inspirarem seus pequenos!

      Acredito de verdade que design não é luxo, é uma necessidade, na medida que pode ajudar as pessoas a viver melhor. Entendendo o processo, você ganha ferramentas para adaptá-lo a sua realidade.

      E quando falamos em espaços para crianças, aliando design + afeto, podemos ajudar nossos pequenos a desenvolverem suas potencialidades de forma plena e feliz.

      Continue nos acompanhando! E que a pequena Cecília seja muito feliz no seu novo espaço!

      Depois compartilhe conosco como ficou 😉

      Muito obrigada pelo carinho!

      Grande beijo, pri.

  2. Monique moreira • em 19 de junho 2017

    Amei(pra variar)! Kkkk o quArto do meu pequeno esta quaSe no final e como dei muita sorte, acompanhEi o blog quase no momento exato onde a duvida surgia! Gratidao por tanto post cheio de amor!

    • Priscila Guerreiro • em 20 de junho 2017

      Monique, querida!
      Sempre participando do blog com tanto carinho! Muito obrigada por ser tão presente!
      Fico muito feliz em saber que os posts da Toca te ajudaram na criação do quarto do seu pequeno! De coração, é isso que me move 🙂
      Que ele seja muito feliz nesse espaço criado com tanto afeto!
      Compartilhe com a gente como ficou!
      Um grande beijo,
      Pri

  3. Ana • em 24 de março 2018

    Olá, você poderia me ajudar? Li seu post pesquisando sobre quarto montessoriano e tenho uma dúvida que não encontro em lugar algum. Meu bebê já tem 7 meses. Ele tem um quarto tradicional, com berço. Brinca em um tapete desses de encaixe na sala. Ainda posso mudar o quarto dele para o método montessori e estimulá-lo a brincar lá? Você acha que funcionaria? Obrigada!

    • Priscila Guerreiro • em 26 de março 2018

      Oi Ana! Tudo bem? Não sei se entendei bem a sua pergunta… O que você quer saber é se transformar um quarto tradicional em um quarto montessoriano aos 7 meses pode trazer benefícios ao seu bebê? Se for isso, eu te digo sem qualquer sombra de dúvidas: VÁ EM FRENTE!! Nessa idade, o bebê está ávido por autonomia e começa a querer explorar o espaço cada vez mais! Você verá resultados muito rapidamente e ficará impressionada com a alegria do seu filho ao conquistar a autonomia no espaço. Depois nos conte aqui como foi essa experiência! Certamente será inspiradora para muitas mães!:) Grande beijo! Pri Guerreiro

  4. Luana • em 3 de abril 2018

    Olá, Priscila! Tudo bem? Gostaria de tirar umas dúvidas:
    Estou pensando em utilizar a cama casinha no quarto da minha bebê, estou com 20 semanas de gestação. Tenho dúvidas quanto à rotina de amamentação. A poltrona de amamentação não se encaixa nas descrições de quarto montessoriano e também ainda não vi falar sobre a colocação do roupeiro da criança. Como seria a rotina de amamentação? Agachar e carregar a criança a cada mamada me deixa um pouco reticente, pensando na dor nas costas. E o roupeiro, a cômoda com trocador e a poltrona de amamentação comporiam o quarto do bebê, nessa proposta da cama casinha?

    • Priscila Guerreiro • em 20 de abril 2018

      Oi, Luana! Já temos posts específicos relacionados às suas dúvidas. Assim, sugiro que só coloque na Lupa de pesquisa do blog os termos: “poltrona de amamentar” e “DIY vestir quarto montessoriano”. De todo modo, percebi que não temos um post específico sobre poltrona de amamentar em quarto montessoriano. Uau! Jurava que já tínhamos. Obrigada pelo alerta! 🙂 Prometo que escreverei um em breve! Continue acompanhando com a gente. 🙂 Grande beijo! Pri

  5. Mônica Andrade • em 23 de maio 2018

    Oi Pri, tudo bem? Adorei seus posts, sua escrita, as imagens são lindas é clara e posso perceber que você busca embasamento em suas recomendações. Muito show. Tenho uma dúvida que ainda não consegui esclarecer lendo o blog… seria interessante ter uma cama de adulto no quarto montessori da criança? Esse item ocuparia um belo espaço. A utilidade seria quando um adulto precisasse dormir no ambiente do pequeno depois que ele já saiu do co-sleep no quarto dos pais. O que você acha? Outra dúvida (essa mais básica rs): a porta do quarto montessori permanece fechada à noite? Obrigada e super abraço.

    • Priscila Guerreiro • em 23 de maio 2018

      Oi Mônica! Fico muito feliz em saber que gostou do blog! Obrigada pelo “feedback”!:) Quanto à cama de adulto, você se refere a substituir uma cama baixa infantil por uma cama de solteiro, mantendo a altura do chão? É isso? Se for isso, sem problemas! Aliás, é justamente o que fiz no quarto da minha filha Antonella, que já está quase chegando, como mostrei aqui: http://www.tocalola.com.br/decoracao-infantil-o-quarto-montessoriano-da-antonella/ O grande barato dessa opção é que os pais podem deitar com a criança, o que é uma delícia e não atrapalha em NADA o método! Super- recomendo! Quanto à questão da porta do quarto, vai depender muito da sua casa, do seu bebê e dos hábitos de vocês. O que realmente recomendo é que priorize a segurança da criança. Avalie de que forma ela ficaria mais segura. Com minha filha Lorena, por exemplo, a porta sempre ficou encostada e com aquele protetor de porta para ela não prender os dedinhos. Deixávamos o balizador de luz noturna ligado no corredor e, quando acordava, ela ia direto para o meu quarto mamar. Sem choro, com autonomia e com segurança. A porta do meu quarto ficava em frente ao dela, o que facilitava bastante. Mas se você tiver escadas próximo aos quartos, por exemplo, deverá pensar melhor essa alternativa, colocando um portão de ferro, por exemplo. Sugiro que coloque na lupa do blog “quarto montessoriano seguro”, temos um post específico sobre isso. Grande beijo! Pri:)

  6. Raissa • em 7 de junho 2020

    A partir de quantos meses já podemos fazer essas mudanças? Meu bebê está com 6 meses

    • Priscila Guerreiro • em 16 de agosto 2020

      Montessori pode ser aplicado desde o nascimento. Mas você pode começar exatamente do ponto onde você está com seu filho, Raissa. Grande beijo!

  7. Flavia Lisboa Alves • em 6 de agosto 2020

    Seu Blog é ótimo!

    Parabéns!

    O encontrei no meio da tarde e não consigo parar de ler. rs
    Ainda não sou mãe ou gestante, mas já comecei a estudar sobre o desenvolvimento infantil e, sem dúvidas, esforçaremos para que nossa(s) criança(s) cresçam num ambiente montessori.

    Mas depois das deliciosas leituras aqui feitas, eis que me surgiu uma dúvida: o cortinário (ou mosquiteiro), onde fica?

    Todas as mães que já conheci até hoje consideram esse item essencial para a proteção do bebê. O que poderia me dizer quanto a isso?

Deixe seu comentário!

           

Método Montessori

Receba conteúdos sobre o método Montessoriano e como criar filhos plenos, criativos e autoconfiantes.