facebook instagram twitter youtube youtube
Notice: Undefined index: feed in /home/priscil4/public_html/tocalola.com.br/wp-content/themes/tocalola/header.php on line 88
30 maio 2017

Como criar o projeto quarto do quarto do seu bebê?- Parte 1

Criando a sua Toca | Planejando o espaço

Uma mãe reconhece em outra mãe o desejo de criar um ambiente todo especial para o seu bebê quando se descobre grávida.

O desejo de deixar o DNA da família na criação do primeiro espaço do bebê no mundo é legítimo. Definitivamente, esse espaço não é só mais um ambiente da casa.  Ele  traz uma mensagem de afeto, de acolhimento,de identidade e de profundo amor para receber aquele novo membro da família. Mas como materializar tudo isso em um espaço? Como transformar sentimento em forma, sem, esquecer, é claro, da funcionalidade?

Não, não é uma tarefa fácil… E foi assim que,como mãe, vivenciando na prática todo esse processo que até então eu pesquisava como designer, aos poucos, foi vendo surgir o desejo de ajudar outras mães com informação de qualidade sobre como trilhar esse caminho para a criação de um espaço para os seus filhotes.

Pronta para começar? Aproveite para fazer parte do Grupo de famílias – Voa Montessori e receba bônus exclusivos e participe das lives no instagram para ter uma Maternidade com mais leveza! É só clicar aqui para participar. Sigamos juntas!

7cf78411f27bdb324ebefe5dbfff25c0-300x300


O primeiro passo nesse processo é tentar amenizar a ansiedade da mãe em sua busca por inspiração para encontrar o formato ideal para o quarto do seu bebê. As pesquisas intermináveis em busca da última tendência em quartos infantis podem se tornar insanas e gerar uma ansiedade desnecessária caso aquilo não combine com o estilo e com a personalidade dos pais.

Para isso, costumo sempre relembrar uma regrinha básica:  de um modo geral, a decoração do quarto do bebê reflete a personalidade e o estilo dos pais, não da criança. É bom lembrar que os pais passarão muito tempo nesse ambiente cuidando do bebê e, dessa forma, ele precisa ser acolhedor, agradável e refletir a identidade dessa família.

Por isso, é preciso simplificar. E a dica é: olhe para dentro, não para fora. Nessa primeira fase da criação do espaço, em que a decoração é feita para um bebê, sugiro que tente deixar de lado a ansiedade da busca pela decoração perfeita como algo desconhecido, que está longe da sua realidade e passe a se concentrar na personalidade e nas principais características da sua família.

Como vocês são? Quais valores e sentimentos gostariam de passar para o bebê? São mais alegres e extrovertidos ou mais calmos e concentrados? São mais tradicionais ou mais modernos? Pensando assim, ficará mais fácil encontrar o caminho a seguir para a decoração do quarto do pequeno.

E ainda que isso pareça distante, acredite: os bebês crescem com uma velocidade impressionante! Assim, pense no quarto do bebê como um presente dos pais para a criança e entenda que, à medida que o seu filho for crescendo e as necessidades forem mudando, o ambiente irá se transformando juntamente com a criança. E aí sim, naturalmente, já conhecendo seu filho, seus gostos e suas necessidades, você conseguirá ir deixando o espaço com o jeitinho dele. Não precisa ter pressa. 

Se quiser investir nesse caminho criativo, um método excelente para ajudar a trilhar qualquer processo criativo é fazer um “moodboard” ou quadro de inspirações, como eu expliquei aqui e aqui.

decoracioninfantil-01-197x300

Mas, apesar da decoração ser a primeira coisa que vem à mente da futura mamãe, definitivamente, o mais importante par começar a pensar o projeto é considerar a funcionalidade do espaço e a distribuição do layout, ou seja, saber quais serão as principais peças e qual a melhor localização para cada uma delas no seu projeto, a fim de que cada atividade seja realizada da melhor forma naquele espaço.

Sim, são muitos detalhes, eu sei…. E, foi por isso que criei um Checklist Básico para ajuda-la nessa missão. Anote aí:

favicon 1. Conheça o seu espaço.  Tire as medidas do local e faça um croqui que respeite as proporções originais do espaço. Se possível, elabore um desenho em escala.

favicon 2. Conheça as necessidades do seu espaço.  Pense na funcionalidade do ambiente. Que atividades serão realizadas no espaço que está sendo criado? Estabeleça uma hierarquia entre elas e identifique tudo o que você precisará ter em mãos para realizá-las de forma prática no dia-a-dia. Estabeleça os itens essenciais, necessários e desejáveis.

favicon 3.Pesquise.   Busque referências para o estilo do ambiente que você deseja criar para o seu pequeno. No blog, traremos muita informação e inspiração para te ajudar nesse processo. Mas você também pode buscar outras fontes complementares de pesquisa, como o site www.Pinterest.com

favicon 4. Tente usar o que você já tem.  Selecione, relacione e meça as peças que você já possui definidas para o ambiente. Lembre-se de que usar peças com histórias de família ajuda a trazer aconchego, charme e personalidade para o espaço.

favicon 5. Encontre o estilo do ambiente. É chegada a hora mais gostosa: a ambientação do espaço. Pense no seu pequeno, inspire-se, solte a imaginação e divirta-se! Crie o um quadro de inspirações (moodboard). Cores, texturas e memórias! Que história seu espaço vai contar?

favicon 6Crie o seu espaço. Defina os mobiliários básicos e distribua-os no ambiente, com especial atenção à circulação no espaço. Uma das dicas mais importantes para quartos infantis é pensar em um ambiente flexível, que se adapte ao crescimento da criança.

favicon 7. Planeje gastos e prazos. Quando se fala de ambiente para crianças é muito fácil se apaixonar e se perder diante das diversas opções encantadoras que encontramos no mercado. Por isso, estabeleça um orçamento realista, defina suas prioridades e pesquise bastante. Para facilitar, sugerimos que envie este guia às empresas parceiras e peça indicações e orçamentos de peças que se adequem às suas necessidades e ao estilo do seu ambiente. Se a sua família está à espera de um bebê, prazo é um item muito importante do planejamento. Indicamos que tudo esteja pronto até o 7º mês de gestação.

favicon 8. Personalize o seu espaço. Capriche nos detalhes! Em ambientes infantis, a escolha dos itens de decoração conta um pouquinho da história da criança e de sua família. Tudo tem alma. Nada é aleatório. E não se esqueça de que toques de diversão e de bom humor são sempre bem- vindos! Agora é com você! Inspire-se com a Toca Lola e crie sua toca!

Não sei se você reconheceu, mas este checklist faz parte do arquivo que você recebeu gratuitamente quando se cadastrou no Toca Lola Club, lembra? Ainda não se cadastrou? Então corre lá pois você vai precisar dele para continuarmos o nosso projeto.

Checklist nas mãos, sigamos juntas! Com essas dicas, certamente você estará no caminho certo para criar um ambiente criativo, funcional e cheio de personalidade para o seu pequeno.

No blog, falaremos sobre cada um desses itens de forma detalhada. Mas a partir de agora, é mão na massa, hein?! E para começar, te convido a preencher os itens 1 e 2 do seu checklist. É a sua missão de hoje, combinado? 🙂

Nos próximos posts conversaremos sobre a funcionalidade no quarto do bebê. Se tiver alguma dúvida, envie para mim e não se esqueça de curtir a página e de me contar o que você está achando, combinado?

 

Me acompanhe no instagram @priscila.guerreiro

Um grande beijo!

Pri Guerreiro favicon

texto-300x15

2 Comentários

  1. Thatiana • em 3 de setembro 2017

    Oi Priscila, estou grávida do primeiro filho, e eu e meu marido queremos um quarto montessoriano pro bebê, e desde cedo. Tenho uma dúvida em relação à porta do quarto, quando o bebê vai crescendo e engatinhando, você indicaria colocar aqueles portões de ferro na porta do quarto ou não?

    • Priscila Guerreiro • em 6 de setembro 2017

      Oi, Thatiana! Essa sua dúvida é muito interessante! Quando pensa no método, a maioria das famílias só pensa no quarto do bebê e esquece que ele vai começar a engatinhar e vai querer explorar os demais espaços da casa também. Você já pensou nisso antes mesmo de vivenciar essa situação, parabéns! Eu já queria mesmo falar sobre o assunto, então vou responder essa sua pergunta com um post, ok? É só colocar na lupa “grade de segurança”. Grande beijo, Pri.

Deixe seu comentário!

           

Método Montessori

Receba conteúdos sobre o método Montessoriano e como criar filhos plenos, criativos e autoconfiantes.