19 fevereiro 2019

Chile com crianças: dicas de Santiago- Parte 1

Na Toca com a Lola | Passeios e viagens com crianças

Nessa nossa viagem ao Chile com crianças, já tínhamos brincado na neve, mergulhado em piscinas termais, visitado vinícolas incríveis, almoçado em meio a vinhedos encantadores, dava para querer algo mais dessa viagem!?

Sim, é claro: a surpreendente Santiago não poderia ficar de fora do nosso roteiro! Uma cidade super “kids friendly“,com diversas opções de lazer para famílias. Lá você encontra parques, museus, restaurantes, hotéis e até vinícolas que recebem super bem os nossos pequenos.

Moderna e super segura, a capital Chilena conta com uma ótima estrutura de turismo e fica pertinho daqui (são só 4h40 de distância do Rio!). Ah! E, em tempo de dólar nas alturas, faturas em “pesos chilenos”são, com certeza, uma ótima opção. Não por acaso, a cidade se tornou um dos destinos preferidos das famílias brasileiras com crianças (e nós nos incluímos nessa lista de fãs, é claro! ). 

No post de hoje, compartilho dicas imperdíveis para você conhecer Santiago com crianças. Tem diversão para todas as idades! Confira!

chile-com-criancas-dicas-de-santiago-10-498x1024
Minhas Pitucas curtindo o mirante SKY Costanera

Enfim, Santiago!

Quando decidimos fazer a primeira viagem com a Antonella (ainda com 5 meses), Santiago já estava no topo da lista. Viajar com um bebê nunca é uma decisão fácil, mas Antonella estava ótima (foi liberada pela pediatra) e nós sentíamos que estávamos, precisando MUITO desses dias totalmente “off”, como já contei aqui.

Eu já conhecia a cidade e sabia que ficaríamos muito bem por lá. Afinal, ela é segura e muito agradável, possui lindas paisagens, tem bons hospitais, é relativamente perto, e tem uma ótima gastronomia. Conforto, descanso, segurança e tranquilidade, era tudo o que precisávamos. 

Mas a empolgação por viver novas experiências falou mais alto e acabamos decidindo visitar outras 3 cidades: Chillán, Pucón e Santa Cruz (Rota do Vinho), como já contei aqui, aqui, aqui, aqui. e aqui.

Depois de nos aventurarmos por paisagens nevadas, lagos, montanhas, vulcões, termas e vinícolas, deixamos Santiago para essa última parte da viagem.

chile-2018-termas-de-chillan-3Mas se você está pensando que erramos na programação colocando no início a parte mais interessante, posso te garantir que não! Deixar Santiago para o final foi, na verdade, uma grande estratégia!

Como sabia que o roteiro estava bem intenso, com muitas horas de estrada e muitos lugares para visitar, decidimos que nossa proposta na cidade era apenas vivenciar a cidade sob o olhar das crianças. Curtir essa experiência sem pressa, sem muitas programações (o que- devo confessar- é bem difícil para mim! rs…).

Assim, estávamos livres para curtir uma tarde na praça brincando com as pequenas em meio aos moradores da cidade. E que delícia foi essa experiência! 🙂

O Hotel

Reduzi o ritmo da programação, ok. Mas, em compensação, caprichei na escolha do hotel. Quem acompanha o blog sabe que, para mim, a escolha do hotel é uma das partes mais importantes da viagem (principalmente com crianças!).

Primeiro faço uma lista dos lugares que gostaria de visitar, e, a partir daí, defino a região onde vamos nos hospedar, como já contei aqui. A partir daí, passo dias pesquisando a localização perfeita, até encontrar hotel ideal para nós.

Por isso, não tive dúvidas e região escolhida foi Las Condes, um bairro lindo e cheio de charme, próximo aos parques e de lugares que eu gostaria de visitar.

Próximo passo: a escolha da hospedagem

Depois da nossa viagem a Bariloche, como contei aqui, aprendi que viajar com crianças requer um pequeno apoio de cozinha e isso passou a ser um requisito importante. Dá para se virar sem essa comodidade? Sim, é claro que dá, mas é bem chato ter que ficar pedindo apoio da cozinha do hotel toda vez que queremos esquentar um leite, não é ,minha gente?

Por isso, cheguei a pensar no Airbnb, mas desisti porque, apesar da maioria dos apartamentos ter varanda, não encontrei um apartamento sequer com rede de proteção para crianças. 

Continuando nas buscas, descobri o La Sebastiana Suites, mini-apartamentos com decoração moderna e cozinha totalmente equipada. O café da manhã não estava incluído, mas tinham um Café super estiloso e cheio de charme no térreo. O Sebastianas foi muito bem recomendado em alguns blogs que visitei e eu já estava praticamente decidida.

Até que descobri que, misteriosamente, o preço dessa hospedagem no período da nossa viagem estava mais caro do que um hotel 5 estrelas na mesma região, com mini-cozinha nos quarto, café da manhã incluído e piscina aquecida (algo maravilhoso para quem viaja com crianças!) E foi assim que encontrei a nossa hospedagem perfeita: o Hotel Plaza El Bosque Ebro , ACERTAMOS EM CHEIO NA ESCOLHA! Super recomendo!

hospedagem-santiago-com-criancas-hotel-plaza-el-bosque-ebro

PS: Os quartos são maravilhosos, mas a piscina é bem pequena e as instalações comuns também o são. Consideramos 4 estrelas, não 5 como consta no booking. De todo modo, achamos um ótimo custo-benefício.

Restaurante Castillo Forestal

Mas, de volta à nossa viagem, retomando nossa chegada à capital chilena, decidimos começar a programação no coração da cidade, com um belo almoço no restaurante Castillo Forestal.

Um castelo no meio da floresta, mais lúdico impossível! Eu amei de cara: Perfeito para as pequenas!- pensei.

Tá, vai! …Eu sabia que no coração de Santiago não caberia um castelo no meio de uma floresta. Sim, eu sabia que precisava reduzir as minhas expectativas (rs…). Mas, de todo modo, já tinha gostado muito do conceito.

Eu sabia que certamente seria algo meio kitch, uma programação que provavelmente não faria caso não estivesse acompanhada de minha filha de 4 anos, mas fez todo sentido com ela!

E acertei em cheio! Bingo! 🙂

chile-com-criancas-dicas-de-santiago-5

Lola embarcou na fantasia e se sentiu a própria princesa do castelo. Além disso, o lugar era bem aconchegante, com um atendimento impecável e uma comida muito saborosa! Todos ficamos encantados!

chile-com-criancas-dicas-de-santiago-3

O restaurante fica em pleno Parque Forestal, bem em frente ao parquinho. Nem preciso dizer que esse foi o nosso destino após o almoço, né? rs…

chile-com-criancas-dicas-de-santiago-8

Ficamos apaixonados pelos brinquedos disponíveis nesse parque público! Modernos, lúdicos, inusitados e cheios de desafios para a imaginação dos pequenos, nada de resposta pronta. Lola amou e nós também!

chile-com-criancas-dicas-de-santiago-7

Curiosidade: O Método Montessori é muito presente no Chile e, especialmente, em Santiago. Só na cidade, existem mais de 20 escolas que seguem o método, fantástico, não? 

Estava um lindo dia de primavera (a viagem foi em outubro), com uma temperatura bem fresca e agradável. E foi perfeito! Antonella dormiu tranquilamente e Lorena brincou bastante, enquanto curtiamos aquele fim de tarde incrivelmente perfeito!

chile-com-criancas-dicas-de-santiago-6

A ideia inicial era irmos caminhando até a famosa Sorveteria Empório La Rosa, que fica bem perto dali. Mas como a sobremesa no Castillo foi sorvete, preferimos ficar curtindo o parque e cancelar a sorveteria, mas fica a dica! 😉

Depois de uma tarde no parque, nossa próxima parada era o pôr do sol no mirante Sky Costanera, o prédio mais alto da América Latina.

Mirante Sky Costanera

A 300 metros de altura, no Sky Costanera temos a impressionante vista de 360° da cidade de Santiago.  O mirante fica na torre do Shopping Costanera Center, há poucas quadras do hotel onde nos hospedaríamos, um programa perfeito para encerrarmos o primeiro dia na cidade.

chile-com-criancas-dicas-de-santiago-11

Demos sorte pois nosso primeiro dia na cidade foi em plena quarta-feira, o que nos permitiu fugir da multidão de turistas dos finais de semana e curtir o lugar com muita tranquilidade.

chile-com-criancas-dicas-de-santiago-9

Para os pequenos, a experiência é um show à parte, asas à imaginação! 

 

chile-com-criancas-dicas-de-santiago-12

Preciso frisar: Não existe nada na torre além da vista, nem um café sequer.

Dessa forma, acredito não faz muito sentido pagar caro ( e é caro! Confira os preços aqui ) e ficar se espremendo na multidão para conseguir ver alguma coisa (e tirar aquela foto liiiinda, né gente?!). Com criança então, nem se fala! Por isso, se conseguir, sugiro reservar um dia durante à semana para a visita.

chile-com-criancas-dicas-de-santiago-2

Mas se você for em um dia tranquilo, com tempo bom, garanto que vale a visita. É impressionante ver a cidade do alto com aquela linda vista da cordilheira. No final da tarde então, é realme\\nte lindo ver o pôr-do-sol e as luzes da cidade se acendendo.

No próximo post, conto como foi o nosso segundo dia na cidade: tour pela cidade, passeio ao ar livre, diversão para as pequenas e muito mais! Continue acompanhando com a gente!

E aí? Gostou do post? Não esqueça de me deixar o seu comentário!

Eu amo saber o que vocês estão achando e respondo todos! Juro! 🙂

Grande beijo, Pri Guerreiro

coracao-rosa.png.semfundo-4

2 Comentários

  1. Viviane • em 20 de fevereiro 2019

    Oie! Cada dia gosto mais dos seus posts! Amo o instagram tambem! queria fazer um comentario sobre o Airbnb…ainda nao usei, mas era a minha primeira opção em Santiago. Também me preocupava com a questão de proteção nas janelas e te digo que achei opções bem interessantes com tela sim. 🙂
    Só não escolhemos essa opção pois nosso plano de viagem mudou e agora estaremos em 10 pessoas, entao não vai caber nesse apartamento. bjs
    Vivi

    • Priscila Guerreiro • em 20 de fevereiro 2019

      Oi Viviane!! Fico muito feliz em saber que curte tanto o que acontece por aqui, na Toca! 🙂 Que carinho! Muito obrigada!
      Nunca usei AIRBNB, dá para acreditar? Talvez eu não tenha feito a pesquisa de forma correta …:) Mas que bom saber que temos opções seguras sim! Fica a dica para os leitores do blog! Vou retificar a informação lá! Grande beijo! Pri

Deixe seu comentário!