30 outubro 2018

Chile com crianças: De Santiago a Termas de Chillán

Lifestyle | Passeios e viagens com crianças

No post de hoje conto a primeira parte da nossa viagem com crianças no Chile: a chegada em Santiago, nosso primeiro dia de estrada e nossa chegada na surpreendente e inesquecível Termas de Chillán.

Como contei no post anterior, Chillán entrou em nosso roteiro absolutamente por acaso, apenas por estar no meio do caminho para Pucón, e foi, sem dúvida, um dos pontos altos da viagem.

Tem como não amar encontrar essa paisagem branquinha mesmo fora da temporada de neve? Embarque com a gente nessa aventura!

chile-criancas-termas-chillan-toca-lola.-5.-jpg-1

1º Dia: Chegada em Santiago

A cada viagem que faço, vou pegando mais gosto pela coisa do planejamento e cada vez mais vou entendendo o quanto ele é fundamental em uma viagem com crianças pequenas. Com bebê, então, nem se fala! Não dá mais para colocar uma mochila nas costas e pegar a estrada- coisa que a gente adorava!.

Viajar com um bebê requer um mega planejamento, como contei no post anterior. Para ser bem sincera, acho que nem dormi direito na véspera da viagem. Será que eu havia esquecido algo importante??– e refazia mentalmente os itens da mala.

Mas foi só chegar no aeroporto e ter os cartões de embarque nas mãos, que eu relaxei. Lolô era só alegria! Dava gosto de ver!:)

chile-com-crianas-viagens-em-familias-toca-lola-2-2

Pegamos um voo direto, que saiu do Rio às 16:20h e chegamos em Santiago às 21:15h . Ainda no aeroporto, trocamos nossos pesos chilenos (a cotação do aeroporto é razoavelmente boa), jantamos e retiramos nosso carro (que já tinha sido reservado pela internet). Obs: A locadora com melhor preço que encontramos foi a Chillean Rent a Car e, apesar de não estar entre as principais locadoras internacionais, foi tudo bem tranquilo. 

De lá, fomos para o LQ Hotel By La Quinta, que fica a 3 minutos do aeroporto. Como a ideia era só pernoitar para sair bem cedo no dia seguinte, foi perfeito!

O hotel realmente nos surpreendeu pelo conforto e qualidade das instalações. Achei um ótimo custo-benefício. Tivemos o nosso merecido descanso e acordamos bem cedinho, renovados.

hotel-aeroporto-santiago-chile-toca-lola

Minha única ressalva com relação a esse hotel foi quanto ao café da manhã, bem fraco. Bem basicão mesmo! Não valia o preço cobrado. Como eu já tinha a dica dos postos COPEC, optamos por tomar café na estrada.

2º Dia: Estrada : Santiago- Chillán

Enfim, pegamos a estrada! Tínhamos cerca de 400Km pela frente até Chillán, onde pararíamos para almoçar. Conhecida como Ruta 5, ou Panamericana, a estrada chilena que percorremos praticamente linha reta, cruza o Chile de norte a sul .

santiago-termas-de-chillan-mapa

E pode ir tranquilo: ela é maravilhosa, um tapete! Sem buracos, com pista dupla, e velocidade máxima de 120 km/h. Era um sábado e o tráfego das estradas estava realmente tranquilo, sem muito movimento.

Logo demos uma paradinha para o café. Como disse, eu já sabia que a maioria dos postos da estrada era limpos e muito organizados, com especial destaque para a rede COPEC.  Realmente vale a pena dar uma paradinha para comer um tostado com um cafezinho cortado, ou qualquer outra gostosura que eles servem.

chile-posto-copec-ruta-5-toca-lola

2º Dia: Chillán- um almoço perfeito!

Após cerca de quatro horas de estrada, chegamos a nossa parada para o almoço:  Viña Chillán , La Fávola: um lugar encantador e um almoço inesquecível, que realmente superou nossas expectativas!

Eu não sei se estávamos felizes demais pelo início da viagem ou se a La Fávola é  realmente um daqueles lugares especiais que aquecem o coração e que a gente nunca mais esquece… O fato é que ambos, meu marido e eu, saímos absolutamente encantados pela experiência que tivemos nesse lugar.

A La Fávola é uma mistura de vinhedo + restaurante+ hospedaria com um clima romântico delicioso. Para começar, a estradinha que nos leva à Viña Chillán  é uma delícia e já nos convida a relaxar:

chile-com-criancas-almoco-ruta-5-toca-lola

Assim que chegamos, já nos apaixonamos pelas vinhas que dominam a paisagem ao redor do restaurante. Enquanto admirávamos o lugar, a Lô já correu para o balancinho que ficava logo na entrada. Como minhas pesquisas já indicavam, estávamos em um lugar Kids friendly! Uhú!

chile-com-criancas-familia-toca-lola

A ideia era curtir um almoço sem pressa, capaz de “resetar” o cansaço da estrada e registrar em nossos corações o início dessa deliciosa viagem.

Ao entrar, já nos sentimos abraçados pelo calor aconchegante da lareira no meio do salão. Um bom atendimento, um vinho aromático, macio e aconchegante. Pronto! Relaxamos.

Pedi um canelone de frutos do mar que dá água na boca até agora! E a sobremesa? UAU!

chile-com-criancas-vina-chillan

Enfim, apostei e acertei. Como o restaurante não estava no Tripadvisor e eu o encontrei como uma dica em um blog chileno, realmente não tinha ideia se a escolha tinha sido de fato acertada, mas foi! Bingo!

Acho que não poderíamos ter escolhido um lugar melhor para o nossa primeira refeição e, é claro, para o nosso primeiro vinho da viagem. Começamos bem.

PS: Sim, eu estava amamentando. Sabendo disso, eu tomava o cuidado de amamentar a Antonella antes e, só então, beber UMA taça de vinho durante a refeição. Pelo que conversei com a médica e pelo que já pesquisei sobre o assunto, dessa forma, não tem problema. 

E se você estiver pensando: Como estavam as crianças depois de todo esse tempo na estrada? 🙂 Deixemos que os sorrisões falem por nós!

chile-com-criancas-toca-lola-1

Antonella, como sempre, dormiu quase todo o tempo de estrada e, quando chegamos, era só sorrisos! Um doce! 🙂

chile-com-criancas-almoco-ruta-5-vina-chillan-2

Lola expansiva, comunicativa e criativa como sempre, logo fez amizade e já inventou uma brincadeira com os novos amigos. Uma graça!

Não, ela não fala espanhol e acho que pouco entendia o que os pequenos falavam. Mas isso, é claro, não fez falta alguma! Criança sempre dá um jeito de se comunicar. Brincaram como se já se conhecessem desde a maternidade! Esses pequenos são demais, não? Um barato! 🙂

2º Dia: Termas de Chillán

Dali seguimos viagem para Termas de Chillán.

Como eu disse, viagem com crianças requer um grande planejamento. Mas esse era o ponto nebuloso da nossa rota.

Juro: tudo o que passaríamos a ver dali em diante seria uma absoluta surpresa! Eu não sabia exatamente o que iria encontrar pois consegui pouquíssimas informações sobre Chillán nessa época na internet.

As informações que eu consegui encontrar na net falavam quase exclusivamente sobre a temporada de inverno. era como se o lugar não existisse fora de temporada.

Será que conseguiríamos ver neve? O que estaria funcionando na montanha?Teria gelo na estrada? O caminho era fácil de chegar?

O que eu sabia, basicamente, é que Termas de Chillán ficava a aproximadamente uma hora e meia de onde estávamos, que a temporada tinha acabado na semana anterior à nossa chegada e que, segundo a previsão, caiu neve durante a semana (mas não cairia enquanto estivéssemos lá).

Seguimos a nossa viagem nesse climinha de suspense…

A paisagem dominante eram árvores secas. E apesar de achar interessante aquele cenário de fim de inverno, eu tinha esperança (e torcia muito!) de que a Lô conseguisse ver a neve quando acordasse.

Após uns quarenta minutos de estrada, de repente, avistamos as montanhas nevadas. Uma alegria quase infantil tomou conta de mim!termas-de-chillan-com-criancas-estrada

E foi assim que o cenário mudou: UAU! Que delícia ver aquela paisagem branquinha. Enfim, relaxei de vez!

chile-criancas-termas-chillan-toca-lola.-5-jpg

Férias! Que alegria!

chile-criancas-termas-chillan-toca-lola.-7.-jpg

Fomos correndo deixar as malas no hotel e tentar acordar a Lô para curtirmos o finzinho de tarde na neve.  E o mais legal era saber que a viagem estava só começando!

Muito assunto para os próximos posts!! Quer continuar acompanhando nosso relato de viagem? Não esqueça de curtir este post e deixar os seus comentários! Muita surpresa pela frente!

Grande Beijo!

Pri Guerreiro

coracao-rosa-1.png.semfundo-4-1

Deixe seu comentário!