facebook instagram twitter youtube youtube
Notice: Undefined index: feed in /home/priscil4/public_html/tocalola.com.br/wp-content/themes/tocalola/header.php on line 88
17 abril 2018

5 dicas para escolher o carrinho de bebê ideal para sua família

Diário de Gestação | Diversos | Gestação

Como escolher o carrinho de bebê diante das diversas opções de preço e de modelos existentes no mercado? Conforto, segurança, praticidade, leveza e design são apenas alguns dos muitos requisitos  na hora de escolher o carrinho de bebê; uma difícil escolha para muitas famílias.

Na gestação da Lola, minha primeira filha, demorei uns três meses de pesquisa para decidir (Li milhões de resenhas e ainda escolhi errado! kkk). Nesta gestação, com mais experiência e com critérios já bem definidos, a escolha foi bem mais objetiva e, em menos de uma hora, nossa missão estava cumprida! 🙂

Assim, no post de hoje, compartilho as minhas dicas para te ajudar na escolha do carrinho de bebê ideal para sua família! Confira!

5-dicas-para-escolher-o-melhor-carrinho-para-o-seu-bebê-tocalola

Sem exagero: para alguns, talvez seja mais fácil escolher o carro da família do que o carrinho do bebê. Isso porque, normalmente, a equação conforto /praticidade/preço não é diretamente proporcional quando se fala deste item tão importante.

Assim, algumas famílias primam pelo conforto nos primeiros meses da criança, optando por um carrinho mais robusto e confortável, ainda que, depois, precisem trocá-lo por um mais prático e funcional para o dia-a-dia. Outras, decidem abrir mão de tanto conforto em busca da praticidade e da economia de um modelo intermediário, que dure até os três anos.

Realmente, fechar essa equação não é fácil, mas existem algumas dicas que podem te ajudar na escolha do carrinho ideal para a SUA família. Anote aí!

1. Qual a sua necessidade?

Hoje, no mercado, existem opções de R$300 a R$6.000. Diante da variedade de modelos, é importante ter como ponto de partida o estilo de vida da família e orçamento disponível. Além disso, deve ser analisado qual a idade da criança e quanto tempo pretendem usar o carrinho. A partir daí, sugiro que estabeleça uma hierarquia entre as suas necessidades.

carrinho-de-bebe-toca-lola

Ex: Utilizam muito o carro e precisarão desmontar o carrinho com frequência ou utilizarão o carrinho mais para deslocamentos curtos, nas proximidades de casa?

carrinho-bebe-fechou-e-abriu-tocalolaPrecisam de um carrinho pequeno, leve e prático, apenas para deslocamentos em áreas internas ou de um carrinho multi-terreno, com bom amortecimento, para terrenos acidentados, em áreas externas ?

carrinho-3-rodas-correr-toca-lola-2

carrinho-de-bebe-amortecimento-rodas.2

Há planos de que o carrinho seja usado por por outra criança no futuro? Vale a pena investir um pouco mais?

Outro ponto fundamental é decidir se comprará apenas o carrinho ou o kit completo, com moisés, bebê- conforto e adaptador para o carro (Travel System). A principal vantagem do Travel System (sistema de viagem) é poder tirar o bebê do carro e colocá-lo diretamente no carrinho, sem acordá-lo; o que facilita muuuito a nossa vida! 🙂

2. Segurança

Não há dúvidas de que este é um quesito fundamental, não é? Assim, é importante conferir se os modelos em análise possuem certificação de segurança. No Brasil, o INMETRO é o órgão responsável por certificar e homologar os modelos de carrinhos. Nos Estados Unidos, para quem tem intenção de fazer o enxoval por lá, a certificação fica por conta da Juveline Products Manufacturers Association (JPMA).

O freio é importantíssimo para manter o carrinho estacionado uma superfície inclinada.  Para isso, o pedal de freio nas rodas traseiras deve travar o carrinho enquanto estiver parado e, de preferência, ser fácil de ser acionado com os pés.

Carrinho_de_bebê_segurança-freio-trava

Quanto ao cinto, tanto para o carrinho, quanto para o bebê-conforto, o mais seguro é o modelo com cinco pontos: dois no ombro, dois nas laterais e um no meio das pernas. É importante checar ainda se ele é fácil de manusear e se possui boa regulagem de ajuste.

Carrinho_de_bebê_-cinto-de-segurança-5-pontos

Apenas para ilustrar a importância do cinto: sabe aqueles ganchos utilitários, tipo mosquetão, que penduramos no carrinho para facilitar a vida? Uma vez eu estava com a Lola no carrinho e pendurei algumas sacolas de super-mercado naqueles ganchos. Não eram muitas sacolas, mas, como estava em um carrinho de 3 rodas, menos estável, foi o suficiente para que o carrinho virasse enquanto eu colocava uma bolsa no carro. Foi um tremendo susto! Lembro até hoje do choro da Lô! Mas graças à Deus nada aconteceu com ela justamente porque estava bem presa em um cinto de cinco pontos. Amém!

Assim, a estabilidade é também um ponto de segurança. Um carrinho estável é aquele que não pende nem para os lados, nem para trás quando penduramos alguma bolsa ou sacola nele. Nesse aspecto, o design do assento também é importante. É bom verificar se ele garante firmeza à criança quando o carrinho é empurrado e se não permite que criança escorregue ou se desloque com facilidade com o movimento. Esteja sempre atento ao seu instinto! Carrinhos que dão a impressão de serem muito “moles”, em geral, não são muito confiáveis.

Ah! E não se esqueça de analisar ainda se a capota é ampla e se possui proteção contra raios solares (UV). Dessa forma, você evita que as partes metálicas do carrinho esquentem e queimem a frágil pele do bebê.

3. Mobilidade

Meça o porta-malas dos carros da família, assim como os espaços da acessos à sua residência, tais como elevadores, corredores e as portas. Principalmente para quem mora em apartamento, essa é uma informação essencial.  Pense ainda onde o carrinho ficará estacionado em casa quando aberto. Se o seu espaço é reduzido, muito cuidado com os carrinhos chamados “trambolhões”. Afinal, de nada adianta comprar um carrinho ultra confortável e enorme, que se tornará um problemão no dia-a-dia devido à dificuldade de mobilidade.

como_escolher_carrinho_bebe-toca-lola

3. Teste!

Não caia na tentação de comprar um carrinho pela internet sem testá-lo. É imprescindível testar a dirigibilidade e a manobrabilidade do modelo antes de comprá-lo.

Algo que ajuda bastante na movimentação é ter rodas dianteiras que giram 360º. Elas permitem que o carrinho seja direcionado para todos os lados facilmente. Dica: Veja se apenas com uma mão você consegue manobrá-lo suavemente e com segurança.

como_escolher_carrinho_bebe-toca-lola-2

Finja que está fazendo um passeio, ande em linha reta, faça curvas e verifique o sistema de travamento. Abra e feche o carrinho várias vezes!

como_escolher_carrinho_bebe-toca-lola-5

Sério! Não seja otimista demais, do tipo: “depois eu aprendo, ou, depois eu dou um jeito…” A mãe precisa ter em mente se ela conseguirá abrir, fechar e carregar o carrinho sozinha (Muitas vezes, com uma mão só. Acredite!).

Portanto, certifique-se de que o produto é realmente prático para andar e para fechar ( Para mim, aliás, essa é uma das características mais importantes!).

3. Ajuste do assento

O assento reclina totalmente? Se você está comprando um carrinho para um bebê recém- nascido, isso é essencial pois eles precisam de assentos que fiquem totalmente ou quase totalmente deitados até que consigam sustentar a cabecinha e sentarem-se firminhos, o que, de forma geral, acontece por volta dos 6 meses.

Mas, sinceramente? Acho esse item fundamental até para crianças mais velhas, afinal, um assento reclinável é algo que faz toda a diferença para sonecas mais confortáveis. Minha filha Lola tem 3 anos e o carrinho não sai da mala do carro, em especial, para garantir as sonecas quando estamos fora de casa. Basta deitá-lo totalmente e, em qualquer lugar, temos uma caminha confortável para nossa pequena. Como ela nos acompanha para todo canto, esse ainda é um item essencial em nosso estilo de vida!

4. Design

Analisada a funcionalidade da peça, partimos para a análise do design propriamente dito. Por último, porém de modo não menos importante, é bom destacar!

No quesito design, alguns valorizam mais, outros menos, mas todos hão de convir que é uma escolha muito particular. Jamais subestimaria o design do carrinho. Afinal, assim como o design da roupa que você veste, o design do um item tão importante do enxoval também diz muito sobre aquela família, seu estilo de vida e suas escolhas.

Alguns modelos com design (e preço!) mais arrojado:

carrinho-mima-xari-toca-lola

Modelo-  Mima Xari

 

 

carrinho-de-3-rodas-toca-lola

Modelo -Quinny Moodd 

A única dica que acho posso realmente dar neste quesito é: em se tratando do carrinho do seu bebê, jamais coloque o design à frente da funcionalidade! Afinal, seu bebê passará muito tempo nele e, portanto, realmente precisa funcionar! Mas se for funcional e bonito, é bem melhor, não!? 🙂

No próximo post, contarei sobre a como foi o meu processo de escolha para os carrinhos de bebê da minha filha Lorena (sim, no plural pois, com 3 anos, ela já teve 3!)  e, agora, para a minha filha Antonella (que espero que seja o primeiro e único pelos próximos 3 anos!:)

E aí, essas dicas foram úteis para você?

Se gostou, não esqueça de curtir o post e deixar os seus comentários!

ah! E não deixem de mandar este link ou marcar aqueles amigos que estão em dúvida sobre qual carrinho escolher!

Um grande beijo! 

Pri Guerreiro

coracao-rosa.png.semfundo-4

Deixe seu comentário!

           

Método Montessori

Receba conteúdos sobre o método Montessoriano e como criar filhos plenos, criativos e autoconfiantes.