06 agosto 2017

Amamentação prolongada e desmame gradual: nosso relato, direto da Toca

Na Toca com a Lola | Saúde e alimentação

A amamentação é uma fase de muitas dúvidas para as novas mães. Mas o fim dessa fase também é motivo de muitas questões. Neste post compartilho com vocês como foi o processo de desmame da Lorena, aos 3 anos, depois de seis meses conduzindo um processo de mudança gentil e gradual.

Compartilhando a nossa experiência, espero poder contribuir para incentivar a amamentação e, em especial, apoiar as mães que optam pela amamentação prolongada (acreditem: não é fácil contornar as criticas que brotam por todos os lados…)

e-59

Assim, na Semana Mundial de Amamentação, por aqui, a gente se despede com muito amor do nosso mamá! Amanhã a Lola completará três anos e há duas semanas ela não mama mais.

Para mim, o ideal seria que o desmame tivesse acontecido de forma natural. Mas como minha filha não demonstrava qualquer sinal de que largaria o peito de forma espontânea tão cedo, decidi conduzir o desmame de uma forma gentil, respeitosa e gradual.

Sim, essa opção requer tempo e muita paciência. Começamos o desmame há seis meses. Inicialmente, retiramos as mamadas da tarde, e ela passou a mamar apenas antes de dormir. Depois, trocamos o hábito do peito pela mamadeira antes de dormir e o mamá ficou como um carinho, que passou a ser dado eventualmente, de forma cada vez mais esporádica, porém, com muita conversa.

A festa de três anos, há duas semanas (sim, comemoramos antes por razões familiares), foi um marco para nós e para ela, pois vivenciamos dois processos juntos: o desmame e o desfralde. Comemoramos bastante, como vocês acompanharam por aqui.

Depois da festa, ela ainda pediu o peito algumas vezes, mas conversávamos e ela aceitava. Parece que deu certo e tudo aconteceu como eu desejava: de forma suave e gradual, sem traumas. Amém!:)

Converse com a criança

Se eu tivesse que dar uma só dica para facilitar o processo de desmame, eu diria, certamente: converse com a criança.

Foi um período de muito papo e aconchego por aqui. Com muito cuidado e de uma forma muito lúdica, eu sempre explicava para a Lô que ela estava deixando de ser um bebê que mamava e usava fraldas, e se transformando em uma menininha linda, uma princesa.

Essa foi a nossa história. Mas, se você está lendo este post, provavelmente ainda tem muitas dúvidas para vivenciar a sua história por aí, não é?

Assim, como apoio fortemente a amamentação e acredito na importância de ter uma rede de apoio que conforte e informe, vamos conversar um pouco mais sobre o assunto?

Até quando devemos amamentar? 

É sempre bom relembrar que a Organização Mundial da Saúde (OMS) indica a amamentação materna exclusiva até os 6 meses e, após a introdução alimentar, até, pelo menos, 2 anos de idade.

Não há uma resposta científica exata sobre o momento certo do desmame. Tudo depende, é claro, da escolha da família. Amamentação e desmame são assuntos muito delicados e que devem sempre ser tratados sempre de forma respeitosa. A decisão é sempre da MÃE e ponto final.

Mas se você optou por amamentar depois dos dois anos, é bom estar preparada para a “chuva de abobrinhas” que você provavelmente vai ouvir…

“Essa criança não está grande demais para mamar ?”

“Esse leite não tem mais vitaminas.”

“Nossa, vai mamar até ficar adulta?”

Assim ela vai ficar muito dependente de você…”  

Ah! Entre outras pérolas, também já tive que responder algumas vezes, com a paz de um monge budista: sim, ainda sai leite. 🙂

Será que existe um momento em que o leite materno já não é mais benéfico para as crianças?

Como eu já tinha lido muito e estava convicta da minha opção, as criticas e olhares de espanto ao me verem amamentar uma criança de mais de dois anos não chegaram a me incomodar de verdade. De coração, eu entendia e até levava na brincadeira…

Mas é sempre importante estar bem informada. Por isso, recomendo fortemente que você se informe sobre os benefícios da amamentação prolongada, mas já te adianto alguns, por aqui:

  • Menor chance de sobrepeso: Há pesquisas que comprovam que o aleitamento materno depois dos dois anos de idade está relacionado com uma menor chance de sobrepeso e obesidade na vida adulta.
  • Nutrição: Apesar de não ser mais a principal fonte nutricional, já que o bebê já ingere alimentação sólida, o leite materno ainda é uma importante fonte de nutrientes. Segundo o Unicef, mesmo depois dos 2 anos, 500 ml de leite materno fornecem 95% das necessidades de vitamina C, 45% das de vitamina A, 38% de proteína e 31% do total de energia que uma criança precisa diariamente.
  • Reforço da imunidade: O caráter imunológico da amamentação continua a valer. Além da presença das imunoglobulinas, que reforçam a imunidade, o leite materno previne a criança de diversas doenças como infecções gastrointestinais, respiratórias e urinárias, principalmente.
  • Desenvolvimento da musculatura facial: Mamar no peito é um ótimo exercício da musculatura da face e da boca, o que estimula favoravelmente as funções da respiração , deglutição e fala. É justamente o movimento que o bebê faz para ordenhar a mama que favorece o desenvolvimento harmonioso da face e da dentição.

Além de todos os benefícios, diria que, na minha opinião, o mais importante de todos,  é o fortalecimento do vínculo entre a mamãe e o bebê. Sem querer ser meio clichê, mas já sendo.. Não há palavras para descrever o olhar do bebê para a mãe ao mamar. É algo realmente sublime. Poderia me arriscar até a dizer que o fim da amamentação foi um processo mais difícil para mim do que para a minha filha. Dizer não quando você gostaria de dizer sim é um desafio diário…

Por tudo isso, é importante  reforçarmos o direito das mulheres amamentarem seus filhos, até os seis meses ou até quando desejarem. “Todos juntos pela Amamentação!” 

coracao-2

E por aí, como foi o processo de desmame?  Até quando amamentou? Tem alguma dica sobre o assunto para compartilhar com a gente? 

Um grande beijo!

Pri Guerreiro

coracao-2

Foto: acervo pessoal

Deixe seu comentário!

Toca Lola Club

Seja parte do Toca Lola Club: receba nossa newsletter e participe de promoções, dicas e eventos exclusivos!